Desafio Africa do Sul 2018 - Cusco Baldoso - Soneca

DESAFIO ÁFRICA DO SUL 2018
CUSCO BALDOSO – SONECA

“Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir”.
                                                                        Amyr Klink

Objetivo: travessia ida e volta do Atlântico Sul, a bordo de um veleiro, partindo da costa do Brasil (Ubatuba/SP) com destino à Cidade do Cabo, África do Sul e retorno à Ubatuba.
Sobre a travessia:

Por não haver obstáculos aparentes o melhor caminho seria, a primeira vista, uma linha reta entre Ubatuba e a Cidade do Cabo. Bem, no mar não é exatamente assim que as coisas funcionam. É preciso escolher um caminho onde os ventos e as correntes marítimas sejam mais favoráveis, o que faz com que a distância mais rápida entre dois pontos quase nunca seja uma reta. Para ilustrar usamos as derrotas (planejadas em azul e efetivas em magenta) da tripulação do veleiro Kilimanjaro, um Velamar 32 que fez essa travessia tripulado pelo casal Phillipe e Fredèrique no final de 2014, partindo de Angra dos Reis:
  

A ida é feita navegando-se mais ao sul, na altura da latitude 40ºS (the roaring forties), em direção às Ilhas Tristão da Cunha, situadas bem ao sul do oceano atlântico. A partir dali inicia-se uma “subida” para a costa da África do Sul, aproveitando as correntes e até mesmo alguns temporais que empurram as embarcações para o norte. As temperaturas médias experimentadas variam entre 10º e 30º C.  A melhor época para a ida é entre dezembro e março.

A volta é feita mais “por cima”, na altura da Ilha de Santa Helena. As temperaturas tendem a ser mais altas, mas ficam na mesma faixa da ida (entre 10º e 30º C) e os ventos e as correntes são favoráveis basicamente o ano todo.

A partida do Desafio África do Sul 2018 – Cusco Baldoso – Soneca será entre os dias 01  e 07 janeiro de 2018.

O retorno ao Brasil iniciará entre os dias 14 e 21 de fevereiro de 2018.

Você pode fazer parte desse Desafio, seja como tripulante, seja como um apoiador! Tenha mais informações sobre isso ao final.

Apesar de ser uma navegação longa e sem escalas, essa é uma perfeitamente viável para qualquer pessoa com espírito de equipe, aventura e em boas condições de saúde.

Sobre o veleiro:

O Soneca é um veleiro modelo Samoa 33, projetado pelo renomado escritório de Yacht Design de Roberto Mesquita Barros, o Cabinho. Foi construído ao longo de onze anos por seu proprietário e capitão, José Spinelli Neto, em strip planking de mogno e laminação com resina epóxi.


O veleiro possui acomodações para até seis pessoas e está totalmente equipado para travessias oceânicas. Lançado à água em 2005, já fez diversas viagens ao sul do continente americano, incluindo uma travessia com alunos da Cusco Baldoso entre Ubatuba e Buenos Aires no final do ano de 2015 e início de 2016.




Entre centenas de equipamentos o Soneca conta com:
·         
     AIS
·         Rádio SSB
·         EPIRB
·         Sextante
·         GPS/Chartplotter
·         Telefone / Email por satélite
·         SPOT
·         Balsa salva vidas
·         Leme de vento
·         Piloto automático eletrônico
·         Tanque de água de 600 litros
·         Motor VW Audi 40 HP
·         230 Litros de diesel (120 horas de autonomia)
·         2 jogos de vela completos
·         4 âncoras com suas respectivas amarras
·         Boiler
·         Painéis solares
·         2 equipamentos de mergulho completos


Sobre a tripulação:

José Spinelli Neto: o Tio Spinelli será o comandante do Desafio e do veleiro Soneca. Capitão Amador, possui mais de onze mil milhas navegadas apenas a bordo do Soneca. É instrutor de vela oceânica na Cusco Baldoso Escola de Vela Oceânica.


Juca Andrade: Capitão Amador. Autor do  livro  Teoria Básica de Vela Oceânica. Fundador da Cusco Baldoso Escola de Vela Oceânica (2012). Diretor da Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro - ABVC.



Requisitos para fazer parte da tripulação:

Idade mínima 18 anos.
Aceite das condições contratuais.
Passaporte com validade de pelo menos sete meses na data do embarque.
A África do Sul não exige visto de entrada.
Não é necessário possuir habilitação junto à Marinha do Brasil.
Os tripulantes farão treinamentos de vela oceânica antes da travessia.
Passagem aérea de retorno (se a participação for apenas na ida).
Disponibilidade para passar entre 30 e 45 dias em travessia (ida ou volta) ou 90 dias (ida e volta).
Atestado psicológico.
Atestado de saúde.
Atestado odontológico.
Vacina febre amarela.



Mais informações:
Whatsapp: 13 9 9790 8175
www.cuscobaldoso.com

Apoios:






Você não pode embarcar nessa?
Venha com a gente da mesma forma!
Contribua com qualquer quantia através do APOIA.SE e ganhe um brinde especial do Desafio  África do Sul 2018 – Cusco Baldoso – Soneca.

Acesse o link a seguir e ajude a inflar nossas velas :



E vamos no pano mesmo!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife

De Santos à Vitória