terça-feira, 19 de março de 2019

Agenda de Atividades Abril de 2019



06/04/2019 - 3ª Etapa da Copa Cusco Baldoso de V
eleiros Fast 230

06 e 07/04/2017  - Curso Básico de Vela Oceânica - CBVO #101 e 102 - APENAS DUAS VAGAS !

13 e 14/04/2019 -  Curso Básico de Vela Oceânica - CBVO #101 e 102 - APENAS DUAS VAGAS !

20 e 21/04/019  -  Curso Básico de Vela Oceânica - CBVO #101 e 102 - VAGAS ENCERRADAS!

27/04/2019 -   Curso Básico de Vela Oceânica - CBVO #101 e 102 - QUATRO VAGAS!



E vamos no pano mesmo!


segunda-feira, 11 de março de 2019

2ª Etapa Copa Cusco Baldoso de Veleiros Fast 230

Boas!

No último dia 09 de março realizamos a 2ª Etapa da Copa Cusco Baldoso de Veleiros Fast 230, aproveitando a Regata Volta a Ilha das Cabras, organizada pelo Iate Clube de Santos.

Tivemos dezesseis tripulantes, distribuídos em quatro veleiros Fast 230: Grandpa, Mixuruca-Nit, +Bakanna e Pitanga. A largada aconteceu às 12h09, no través da Ilha das Palmas, ainda dentro da baia de Santos. 

Apesar do dia bonito de sol, o vento não ajudou muito. Houve muitos "buracos" de vento e a maior parte dos barcos desistiu da prova antes mesmo de chegar na Ilha da Moela, uma das marcas da regata de percurso. Ainda assim, nossas tripulações lutaram até o limite do tempo para completar a prova.

O veleiro Mixuruca-Nit foi um duplo destaque. Primeiro por ter completado a prova, classificando-se em quinto lugar entre todos os veleiros da classe RGS. Segundo por ter passado por uma situação inusitada. No meio da prova, com balão em cima, a tripulação ouviu gritos de "socorro". Como isso não era muito esperado ali, tão distante da praia, olharam com mais atenção e viram um pessoa, com colete, boiando no meio do mar e pedindo socorro freneticamente.

O Mixuruca-Nit, então, mudou seu rumo e fez o resgate do náufrago. A bordo, João Wellington contou que estava na garupa de uma moto aquática. O condutor do jet, porém, estava fazendo manobras muito radicais que o deixaram assustado. A "solução", então, foi deixar a garupa na água, "esperando" enquanto as manobras eram feitas. O problema é que o condutor do jet não conseguiu mais achar o amigo, que ficou a deriva. Para piorar, diversas lanchas passaram por ele em alta velocidade e, mais grave, sem fazer ideia de que ele estava por ali. Foi feita a comunicação para a Comissão de Regatas e o Corpo de Bombeiros concluiu a operação. O Mixuruca-Nit, ressalte-se, fez tudo isso sem abandonar a prova - apenas abaixaram o balão durante o resgate o içaram novamente quando a missão estava concluída. A embarcação cruzou a linha de chegada às 17h06.

A 3ª Etapa da Copa Cusco Baldoso de Veleiros Fast 230 será no dia 06/04, sábado, na baia de Santos.

E vamos no pano mesmo!


COPA CUSCO BALDOSO DE VELEIROS FAST 230 - RANKING 2019
VELEIROS
1º -  Mixuruca-Nit - 02 pontos
2º -  Pitanga - 07 pontos
3º -  +Bakanna - 08 pontos
4º -  Grandpa - 09 pontos


TRIPULANTES

1º LUGAR
Luis Claudio Bolognesi

2º LUGAR
Eduardo Motta

3º LUGAR
Luciano Gondim






















terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

1ª Etapa Copa Cusco Baldoso de Veleiros Fast 230

Boas!

Graças a nossa opção de adotar o Fast 230 como barco padrão para nossas atividades de ensino da vela oceânica, a região da Baixada Santista conta, atualmente, com vários veleiros desse modelo. Em meus últimos cálculos sei que já temos dez desses veleiros por aqui.

Por essa razão, aproveitando a experiência dos match races feitos ano passado (disputas entre dois veleiros do mesmo tipo), decidimos organizar em 2019 a COPA CUSCO BALDOSO DE VELEIROS FAST 230.



Serão dez etapas, de março a dezembro, com ranking dividido entre veleiros e tripulantes (de forma individual). As regatas acontecem sempre no primeiro sábado de cada mês, a exceção de março por conta do carnaval. Em Julho não haverá etapa.

Nessa primeira etapa, realizada em 02 de fevereiro, tivemos quatro veleiros na raia: Mixurica-Nit; Pitanga, +Bakanna e Grandpa, com dezesseis tripulantes.



O vento ajudou muito (dez nós, de sul e mar com 0,5m de ondulação, também de sul) e conseguimos fazer três regatas. De modo geral todas foram muito emocionantes, com alterações de posições constantes e uma chegada "cabeça a cabeça" de tirar o fôlego: na segunda regata o veleiro Pitanga ultrapassou o +Bakanna a poucos metros da linha e chegou na frente com uma vantagem ínfima!



A próxima etapa da Copa será será no sábado, 09 de março. Participe!

Mais informações pelo nosso Whatsapp: 13 99 771 2040

E vamos no pano mesmo!


COPA CUSCO BALDOSO DE VELEIROS FAST 230 - RANKING 2019


VELEIROS

1º -  Mixuruca-Nit - 01 ponto
2º -  Pitanga - 02 pontos
3º -  +Bakanna - 03 pontos
4º -  Grandpa - 04 pontos



TRIPULANTES

1º LUGAR

Luis Claudio Bolognesi 
Lucas Sabedot Bolognesi
Fabricio Carvalho
Raphael Netto de Carvalho


2º LUGAR
Renato Domingues
Ricardo Zamboni
Aris  Adalberto de Souza
Rodrigo Marques



3º LUGAR

Mario Oliveira
Wagner Cipolla
Guilherme Serrão Cipolla
Christian Barbosa

4º LUGAR

Eduardo Motta
Rodrigo Facontti
Ronaldo Rodrigues
Geane Vieira Rodrigues




quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Agenda de Atividades Março 2019

Março 2019
Agenda


01 e 02/03/2019 - Curso Básico de vela Oceânica.

02/03/2019 - Dia de Vela # 005.

09/03/2019 - 2ª Etapa Copa Cusco Baldoso de vela Oceânica

10/03/2019 - Dia de Vela # 006.

16 e 17/03/2019 - Curso Intermediário de vela Oceânica.

23 e 24/03/2019 - Curso Básico de vela Oceânica.

23/03/2019 - Dia de Vela # 007.

E vamos no pano mesmo!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Agenda de atividades Fevereiro de 2019

Fevereiro 2019
Agenda


02/02/2019 - Regata de abertura da Copa Cusco Baldoso de Veleiros Fast 230.

03/02/2019 - Dia de Vela # 002.

09 e 10/02/2019 - Curso Básico de vela Oceânica.

09/02/2019 - Dia de Vela # 003.

16 e 17/02/2019 - Curso Intermediário de vela Oceânica.

23 e 24/02/2019 - Curso Básico de vela Oceânica.

23/02/2019 - Dia de Vela # 004.

E vamos no pano mesmo!



segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

A festa da firma 2018!

Boas!

Nos últimos dois anos, 2016 e 2017, nós fizemos a confraternização de final de ano da Cusco Baldoso alugando um veleiro e fazendo a Volta da Ilha Grande, saindo de Paraty/RJ. Foram dois anos muito bons, mas... faltava alguma coisa.

Esse ano, com o novo modelo da Cusco, que concentra suas atividades em Guarujá e oferece vários barcos para os ex-alunos usarem, foi possível fazer algo diferente. Reunimos quarenta e cinco ex-alunos, amigos e familiares, os distribuímos em sete veleiros de oceano e fizemos uma regata na baía de Santos, tendo como marca o ISO Vermelho.

Montamos a raia às 11h30. O veleiro Adhara (Praia 30) serviu de Comissão de Regatas (CR), alinhado com o ISO Vermelho. Era o barco kids: pois a bordo estava (parte) da criançada que faz parte da nossa família do mar. O tamanho do barco e sua grande estabilidade (por ser catamarã), se mostraram perfeitos para receber os pequenos, servindo de pula pula e trampolim para mergulho, sob o comando do capitão e recreacionista Jefferson Neitzke. A bordo esteve presente, também, o mago das lentes, Edson Leguth. A maioria das fotografias dessa postagem são dele (graças a Deus, pois as minhas são terríveis).

A boia de barlavento foi montada a uma milha da largada. Seria uma regata curta, por ser festiva - quatro pernas. Estava tudo pronto, drone no ar e, ao meio dia, horário programado para a largada, porém... o vento foi embora. Foi bom para o drone. Mas, para os veleiros, não. 

Esperamos quarenta minutos. A cada instante o vento caia mais.  Então, resolvi encurtar o percurso da regata e o número de pernas: meia milha e duas pernas, apenas. Assim haveria alguma chance de haver regata. Soei o silvo (amigo Mauro Pascotto) de cinco minutos, quatro, um e finalmente a LARGADA! 

Nada, porém, aconteceu. Eu e a Vivian estávamos a bordo do Manu (Velamar 31), que o Mauro Pascotto nos emprestou depois de nos dar o cano, e vimos o vento ir embora novamente. Até mesmo os Fast 230, que andam com qualquer ventinho, estavam parados. A maré estava muito, muito forte e, com isso, o pouco vento que tinha era insuficiente para que os veleiros tivessem seguimento em direção à boia (o veleiro Manu, devidamente ancorado). A situação estava tão desesperadora que anotei a ordem de largada como um dos critérios de premiação. De fato, largar foi um grande desafio!

Aos poucos, porém, a situação foi melhorando e os barcos completaram o pequeno percurso. O Erva Doce disparou na frente desde o início e foi o fita azul da regata.

Após a regata fomos todos para a Supmar, onde o Chef Marcio Lopes, do Restaurante Velho Marinheiro, nos serviu um almoço maravilhoso.

Esse ano a festa da firma foi maior e contou com grande parte dos nossos amigos. Ano que vem a festa já esta marcada: primeiro sábado de dezembro! Faremos em 2019, também, a Copa Cusco Baldoso de Fast 230, com regatas na baía de Santos todo primeiro sábado de cada mês, entre fevereiro e dezembro. 

Obrigado a todos os presentes em nossa festa. Obrigado, também, a todos que enviaram mensagens avisando que não poderiam vir, por outros compromissos. Ano que vem estaremos todos juntos. 

E vamos no pano mesmo!


REGATA DE FINAL DE ANO CUSCO BALDOSO 2018

RESULTADOS

Classe Fraldinha

Adhara - Jefferson, Rafael, Carla, Theo, Felipe, Carol, Bento, Paola, Lola e Henrique.


Fast 230

1º Lugar: Pitanga - Daniel, Severiano e Kathya.
2º Lugar: +Bakanna - Mario, Diogo e Danielle
3º Lugar: Grandpa - Eduardo, Pedro e Wagner

Bico de Proa

1º Lugar: Erva Doce - Eduardo Colombo, Marcelo, Mauricio, Carmem e Maurino.
2º Lugar: Meltemi - Alan, Leila, Osvaldo, Luis
3º Lugar: Serelepe - Cassio, Christiane, Lucas e Gabriel

Fita Azul

Erva Doce

Troféu Tartaruga Marinha

Grandpa

Troféu Novemebro Azul

Meltemi


GALERIA: