Mensagens

A mostrar mensagens de 2016

Feliz 2017!!!

Imagem
Boas!


Esse ano talvez não tenha sido bom para todos.
Mar tranquilo, porém, nunca fez bom marinheiro...
Sejamos como o junco, que se verga na tempestade, mas não quebra.
Que em 2017 nossa travessia seja mais suave.
Mas, se não for, rizemos as velas, fechemos as gaiutas e coloquemos nossa roupa de tempo: quem está preparado, sempre chega ao porto.

E vamos no pano mesmo!!!




Volta da Ilha Grande - Vídeo e telas do SPOT

Imagem

Volta da Ilha Grande

Imagem
Boas!
Ao longo desse ano eu tenho pensando em formas de nossos alunos continuarem a estar no mar logo após a conclusão do curso básico e intermediário. O caminho natural é comprar um veleiro, como já aconteceu com tantos alunos nossos. Mas, sendo práticos, comprar um veleiro nem sempre é uma opção. Isso só se justifica se houver tempo suficiente para usá-lo e para mantê-lo. Tempo, contudo, é algo cada vez mais raro.
Por isso estreamos uma nova linha de atividades nesse final de semana: o turismo aventura
Esse tipo de atividade mistura um pouco de curso, um pouco de passeio e um outro tanto de diversão. Sem frescuras, mas com conforto.
Foi assim que em parceria com a empresa Latitude Charter, de Paraty, fizemos nossa 1ª Volta da Ilha Grande Cusco Baldoso. Foram dois dias de pura imersão em um dos lugares mais lindos do planeta, a bordo de um veleiro de 45 pés super conforável e preparado para praticamente qualquer condição de vento e mar. 
Na tripulação estiveram conosco o Elton  e …

"Os Pirata"!

Boas!


Nosso amigo Marcelo Damini, do veleiro Fratelli (Delta 36), deixou Vitória um pouco antes do nascer do sol da terça-feira,  22/11/2016, com destino a Santos - sem escalas. Essa foi a última perna da campanha do Fratelli para a Refeno 2016, campanha iniciada em julho desse ano.
Ontem a tarde eu e o Eduardo Colombo combinamos de pegar nossos barcos e irmos encontra-lo na sexta de manhã, lá pelos lados da Ilha da Moela, e dar-lhe nossas boas vindas. Como sempre, porém, o Marcelo se adiantou e andou mais rápido do que imaginávamos. Às 19h do dia 24/11 sua previsão de chegada (ETA) era 01h30 do dia 25/11. Então, à meia noite eu fui para a Marina Boreal e junto com o Eduardo saímos para navegar em uma madrugada de tempo bom e vento leste de 20 nós.
Na altura da Ponta Grossa o Fratelli apareceu na tela do AIS e começamos a preparara interceptação festiva, com muitas luzes e buzinas.
Fato é, porém, que quando nos aproximávamos do Fratelli, o Marcelo curiosamente mudou de rumo e começou …

Travessia Ubatuba e Guarujá - Veleiro Gaudério

Boas!

A seguir transcrevo o relato da travessia feita no último final de semana pelo veleiro gaudério, do meu amigo Laurence Colvara. O texto é de seu único tripulante, Tenório Oliveira, que já foi nosso aluno e tem como personagem de fundo o Montão de Trigo - mais uma vez ele.

Quem tiver um texto com relato de travessias pode me enviar que o blog tem espaço para isso também!

E vamos no pano mesmo!

____/)____/)___

A Zanga das Ondas, por Tenório Oliveira
Na entrada do canal de São Sebastião, tendo a formidável Ilhabela a bombordo, a água do mar esmeralda sem vento e ondas, parecia uma piscina espelhada refletindo o verde da mata Atlântica. Singrávamos na direção sul. Saíramos bem cedo do Saco da Ribeira. Chovia forte pela madrugada e eu ainda com sono, levantei-me, vesti roupa para chuva, soltei as amarras da poita e partimos para Santos. O Gauderio navegava lépido com velas enfunadas ao vento de sudeste, que calculávamos uns 12 nós. Eu o levava ao leme enquanto Laurence, nosso intrépid…

Homenagens

Imagem
Boas!


Eu nunca fui um cara de muitas firulas. Em verdade muitas vezes me faltam social skills básicos. Mas, de uns tempos para cá, isso tem mudado. Talvez seja a idade. E essa, com certeza,chegou. Semana passada voltei a remar canoa hawaiana, depois de mais de quinze anos. Quando a professora me viu, foi logo perguntando: "- O SENHOR já sabe remar?". Pois é, virei um senhor... virei o pai da Brida, ou o pai da Alice. Trinta e sete anos... e outro dia eu era apenas um menino, que sonhava servir na aeronáutica.
Mas se virei um tiozão, virei também Amigo da Base Área de Santos, por indicação do comandante da BAST, o meu amigo Cel. Panza, em agradecimento aos relevantes serviços prestados por mim àquela organização militar (é o que está escrito no Diploma!).



E menos de uma semana depois, recebi uma homenagem da ABVC Interior, pela contribuição que temos dado ao pessoal da água doce. Como se fosse algum sacrifício ir até lá, comer o churrasco do Paulo Abreu e conversar com gente …

Dia de Vela!

Imagem
Boas!

Muita gente nos procura para fazer cursos de vela. percebemos, porém, que alguns não têm muito a ideia do que é realmente velejar. O valor do curso, por sua vez, por vezes inibe que a pessoa decida vir conhecer um veleiro.
Foi pensando nisso que desenvolvemos o DIA DE VELA. Funciona assim: nós levamos você para velejar por duas horas. No dia certo, com o vento certo, de forma que você possa perceber como é, de fato, velejar.
As vantagens são muitas, mas destacamos, em especial, o valor reduzido dessa experiência e o fato de 50% desse valor poder ser abatido do valor do curso básico de vela oceânica, caso você opte em fazê-lo.


Temos o DIA DE VELA em todas as nossas bases: Santos, Guarujá, Ubatuba e Guarapiranga.

E em breve na nossa mais nova base: PARATY!

Para maiores informações, incluindo preços, envie um e-mail para CAPITAO@CUSCOBALDOSO.COM.


E vamos no pano mesmo!

São Paulo Boat Show

Imagem
Boas!


Nossa Escola de Vela estará no São Paulo Boat Show 2016!

O maior salão náutico da américa latina acontece entre os dias 06 e 11/10, no Expor Imigrantes - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5.

Visite a feira e nos faça uma visita!

Nosso estande fica na área Shopping, n. S09.

Esperamos vocês!

E Vamos no pano mesmo!


Teoria Básica de Vela Oceânica

Imagem
Boas!

Nosso livro, Teoria Básica de Vela Oceânica já está à venda !

Para adquirir seu exemplar envie um e-mail para CAPITAO@CUSCOBALDOSO.COM informando os seguintes dados para o cálculo do frete e geração do boleto:

Nome
Endereço de entrega com CEP
Entrega Econômica ou Sedex.

Após o pagamento do boleto, que será enviado por nós por e-mail, o livro será enviado para o endereço de entrega direto pela editora.

E vamos no pano mesmo!


1ª edição - 2016
Brochura, 21 x 28, 122 páginas, Ilustrado e colorido ou preto e branco.

ISBN 978-85-464-0295 Conteúdo: 1. Partes de um veleiro. 1.1 – Obras vivas e obras mortas. 1.2 – Limites perimetrais. 1.3 – Aparelho de governo. 1.4. Velame. 1.4.1. As velas. 1.4.1.1 A vela mestra. 1.4.1.2 As velas de proa. 1.4.1.3 Velas especiais para ventos fracos e folgados. 1.4.2 – A mastreação e o estaiamento. 1.4.3 – O poleame. 1.5 Aparelho de fundeio. 2. A água, o vento e o veleiro: interação que gera movimento. 3. Nós. 4.Montagem do veleiro. Preparação para velejar. 5.…

De Ubatuba a Santos

Imagem
Boas!

Em julho levei o Malagô para passar férias em Ubatuba. O tempo, porém, não ajudou e aproveitamos muito pouco. Fez frio e a estrada nos presenteou com quatro multas (para cada um, eu e a Priscila) de excesso de velocidade. Também, quem manda correr a 42 km/h?
Trazer o Malagô não foi tarefa simples. Não pela navegação em si, mas pela agenda. Quando havia condição de tempo favorável, algum compromisso me impedia. E quando estava livre, o mar ardia em ressacas violentas. Veleiros e agendas, a eterna antinomia.
Como fiquei muitos dias sem ir lá, sabia que precisaria ir antes para deixar o barco pronto e, em outra oportunidade, sair daqui direto para embarcar e vir para casa. Só assim otimizaria o tempo. Foi o que fiz no final de semana do dia 19/08. 
Cheguei na sexta a bordo do Malagô e pus o motor para funcionar. Ele recém havia sido revisado pelo Rafael, mecânico lá de Ubatuba. Dois minutos depois de rodar, pane seca! Mais uma vez sem diesel. Tenho problemas com isso... Comecei a p…

Os quatro jumentos a bordo...

Imagem
Boas!


Cerca de duas horas depois de termos deixado o porto de Salvador, no través da Ponta de Itapõa, havia um Navio Patrulha da Marinha do Brasil. Por conta das Olimpíadas a fiscalização estava mais rigorosa. Pelo menos foi isso o que o operador do rádio explicou, em bom inglês, para o capitão do veleiro Bank von Bremen (de cinquenta pés e com dez pessoas a bordo, sendo duas mulheres e oito homens). O capitão alemão, cujo inglês não era tão bom quanto o do operador de rádio, sofreu para responder as quinhentas perguntas que lhe foram feitas. E feitas novamente. E mais uma vez.
Passamos bem perto desse navio e houve dúvida quanto a manobra. Ficamos com a impressão de que ele estava vindo para cima do Fratelli. Então colocamos o rumo para a popa do navio e o Marcelo o chamou no rádio:


- Navio Patrulha, copia Fratelli? - Positivo! Prossiga Fratelli! - Canal uno sétimo. - Uno sétimo.
Lá no 17:
- Navio Patrulha, nós manobramos para passar pela sua popa, positivo? - Positivo. 
Foi ai que, …

De Vitória a Recife

Imagem
Boas!

De Vitória o Fratelli seguiu para Salvador, mais uma vez direto e sem escalas. A navegação seguiu o padrão, sendo feita a mais de vinte milhas da costa para evitar os espinheis e as redes de pesca. O espetáculo foram as baleias Jubarte, dando saltos para lá e cá. O Farol de Abrolhos foi avistado pela madrugada. Os ventos foram sempre de alheta e popa, na casa dos vinte nós, com alguns períodos de calmaria.
A tripulação chegou em Salvador pouco depois da meia noite do dia 25/06,para aquela que seria a maior escala da viagem. Uma ressaca no litoral de Sergipe e Alagoas prejudicava a continuidade da travessia e então eles aproveitaram para curtir um pouco a cidade.
Mas não foram apenas eles que aproveitaram. Houve uma rara calmaria aqui no escritório e um alavrá especial da Dona Almiranta... foi assim que no dia 27/07, às 23h00, eu pousei em Salvador para fazer a última perna com os meninos. Confesso que ser o apoio de terra é muito complicado: a vontade de estar lá é enorme!!!
Uma…