Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2013

Eu estou devendo...

Boas!


Por aqui vai tudo bem. A Alice não estava com H1N1, o que descobrimos depois de dois dias tratando com antiviral sem melhora. A infecção no fim era bacteriana e depois dos antibióticos ela já está firme e forte. Eu, a Priscila e a Brida é que sofremos um pouco, não apenas pela preocupação, mas também porque pegamos a bendita bactéria! Uma semana com dor de ouvido, garganta e febre. Mas já está tudo bem conosco também.
O Malagô flutua, firme e forte. A minha teoria de que não havia furo no calafeto vem se confirmando. As baterias estão funcionando com carga, as bombas voltaram a funcionar no tempo de antes e o porão está seco. De toda a forma vou trazê-lo para o Guarujá para subir e fazer fundo (a última vez foi m 2010) e trocar a gaxeta pelo selo mecânico. Essa discussão rende muitos comentários, mas para mim que fico longe do barco (mais até do que gostaria) não ter aquele pinga a ponga vale o preço a mais. Vou usar um selo da Volvo, vendido pelo Guilherme Vestphal (que tem um …

"- Mamãe, o que é um 'fuio'?"

Boas!

Dia desses o menininho chegou em casa perguntado para a mãe: " - Mamãe, mamãe! O que é um 'fuio'?!"
Pois é. Desde sábado da semana passada um possível 'fuio', quase microscópico e tímido ao extremo me deixou fulo. E sujo. E cansado. Toda história tem um começo, então vamos a ele.
Eu fiquei sem ir ao Malagô ao longo de todo o mês de abril. A exceção foi o final de semana em que tivemos curso de vela oceânica. A turma de maio foi cancelada, por conta da regata de veleiros clássicos - (ou melhor, do cancelamento de nossa participação nela) e no primeiro final de semana de maio aproveitamos para ir com as meninas e alguns amigos ficar exercitando o nadismo, como eu relatei aqui no post anterior.
Foi ai que o problema começou. Nosso barco usa o sistema de gaxeta para vedar a entrada do tubo do hélice até o motor. E gaxeta que se preza, pinga. Isso não é um defeito, pois serve para a lubrificação que é necessária. Existe um conta de que deve haver uma gota a …

Final de semana na Ribeira!

Imagem
Boas!

No último final de semana aconteceu a regata de veleiros clássicos, etapa Angra dos Reis. Mas, para nós, ela não aconteceu. Para resumir bastante uma história longa, eu teria que estar em Santos na terça, às 8h00 e, depois, em São Paulo às 13h00, de preferência em estado apresentável - físico e mental. Mas (ah, as adversativas dessa vida...) a estadia gratuita para o Malagô em Mangaratiba (real local do evento e que fica bem mais para lá do que Angra) seria possível até, no máximo, segunda, dia 06. Já a estadia paga não era para nossos padrões sócio-econômicos-jurídicos-sociais-religiosos!
Eu não gosto de fazer travessias com o tempo tão apertado. Por isso, acabei desistindo, o que foi uma pena porque iria reunir muitos ex-alunos, hoje amigos, em uma festa bem bacana. Ainda assim  não me arrependi, pois se eu tivesse voltado, com tripulação reduzida, no domingo a noite teria encontrado uma bela entrada de frente fria com ventos entre 30 e até 50 (!) nós. Pior: ela estaria bem no…