Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

"Os Pirata"!

Boas!


Nosso amigo Marcelo Damini, do veleiro Fratelli (Delta 36), deixou Vitória um pouco antes do nascer do sol da terça-feira,  22/11/2016, com destino a Santos - sem escalas. Essa foi a última perna da campanha do Fratelli para a Refeno 2016, campanha iniciada em julho desse ano.
Ontem a tarde eu e o Eduardo Colombo combinamos de pegar nossos barcos e irmos encontra-lo na sexta de manhã, lá pelos lados da Ilha da Moela, e dar-lhe nossas boas vindas. Como sempre, porém, o Marcelo se adiantou e andou mais rápido do que imaginávamos. Às 19h do dia 24/11 sua previsão de chegada (ETA) era 01h30 do dia 25/11. Então, à meia noite eu fui para a Marina Boreal e junto com o Eduardo saímos para navegar em uma madrugada de tempo bom e vento leste de 20 nós.
Na altura da Ponta Grossa o Fratelli apareceu na tela do AIS e começamos a preparara interceptação festiva, com muitas luzes e buzinas.
Fato é, porém, que quando nos aproximávamos do Fratelli, o Marcelo curiosamente mudou de rumo e começou …

Travessia Ubatuba e Guarujá - Veleiro Gaudério

Boas!

A seguir transcrevo o relato da travessia feita no último final de semana pelo veleiro gaudério, do meu amigo Laurence Colvara. O texto é de seu único tripulante, Tenório Oliveira, que já foi nosso aluno e tem como personagem de fundo o Montão de Trigo - mais uma vez ele.

Quem tiver um texto com relato de travessias pode me enviar que o blog tem espaço para isso também!

E vamos no pano mesmo!

____/)____/)___

A Zanga das Ondas, por Tenório Oliveira
Na entrada do canal de São Sebastião, tendo a formidável Ilhabela a bombordo, a água do mar esmeralda sem vento e ondas, parecia uma piscina espelhada refletindo o verde da mata Atlântica. Singrávamos na direção sul. Saíramos bem cedo do Saco da Ribeira. Chovia forte pela madrugada e eu ainda com sono, levantei-me, vesti roupa para chuva, soltei as amarras da poita e partimos para Santos. O Gauderio navegava lépido com velas enfunadas ao vento de sudeste, que calculávamos uns 12 nós. Eu o levava ao leme enquanto Laurence, nosso intrépid…

Homenagens

Imagem
Boas!


Eu nunca fui um cara de muitas firulas. Em verdade muitas vezes me faltam social skills básicos. Mas, de uns tempos para cá, isso tem mudado. Talvez seja a idade. E essa, com certeza,chegou. Semana passada voltei a remar canoa hawaiana, depois de mais de quinze anos. Quando a professora me viu, foi logo perguntando: "- O SENHOR já sabe remar?". Pois é, virei um senhor... virei o pai da Brida, ou o pai da Alice. Trinta e sete anos... e outro dia eu era apenas um menino, que sonhava servir na aeronáutica.
Mas se virei um tiozão, virei também Amigo da Base Área de Santos, por indicação do comandante da BAST, o meu amigo Cel. Panza, em agradecimento aos relevantes serviços prestados por mim àquela organização militar (é o que está escrito no Diploma!).



E menos de uma semana depois, recebi uma homenagem da ABVC Interior, pela contribuição que temos dado ao pessoal da água doce. Como se fosse algum sacrifício ir até lá, comer o churrasco do Paulo Abreu e conversar com gente …