Turmas 07 e 08/2014!

Boas!

Mar baixo, vento na casa dos dezoito nós e céu azul! Foi esse o cenário de dois cursos de vela realizados por nossa escola nesse último final de semana, em Guarujá. Como o Malagô está em Ubatuba e para essa galera fazer aulas em Guarujá seria mais conveniente,  mais uma vez utilizei o Meltemi, do meu amigo Alan Trimboli, para a instrução. O Meltemi é um TM 33 e é um barco extremamente robusto e seguro, ideal para quem está dando os primeiros passos na vela oceânica.

No sábado recebemos o simpático casal Emerson e Tatiana, bem como o Edmilson e o Emerson Cavallo - Turma 07/2014. Após a costumeira explanação sobre o que é e o que faz um veleiro, saímos para a baía de Santos. O mar estava espelhado e eu fiquei um pouco preocupado sobre a quantidade de vento (ou a ausência dele). Mas às 11h52 ele veio, e veio mostrando serviço: dezoito nós, de sul e constante. O veleiro foi adernando, adernando até que percebemos que estava um pouco além da conta para quem estava começando. Demos duas voltas na genoa e pronto, o barco voltou para o "primeiro andar".

No domingo o vento não entrou na baía de jeito nenhum. Na tripulação, para o mesmo básico 01 do dia anterior, uma família inteira: Geraldo, Valéria, André e Artur - turma 08/2014. Em geral no básico 01 eu não saio da baía com os alunos, pois o regime de ondas muda um pouco e eu vejo isso  como um pequeno passo além. Mas vento só havia mesmo lá fora (quinze nós) e o mar estava um tapete, de forma que quebrei essa regra e fomos velejar entre os navios da barra e, depois, fazer uma caçada ao Harmonie, um Fast 345 vizinho do Meltemi lá na Boreal.

Eu sempre digo que velejar tem que ser divertido e que se não for, há algo de errado. Pois eu aposto que até agora todos que velejaram conosco nesse final de semana estão com um sorriso difícil de tirar do rosto! Missão cumprida.

E vamos no pano mesmo!

Galeria:


















Comentários

  1. Que maravilha Juca... Sabadão estava um espetáculo mesmo.... Turma privilegiada.... É como um sábio uma vez me disse "Valorize os dias perfeitos porque eles são raros" :-).... Bons ventos....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Tiago! Eles são bem raros mesmos! Espero daqui a pouco tempo ver um veleiro chamado Zapa nessa mesma baiazinha! BV

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife

De Santos à Vitória