Onde guardar um veleiro.

Boas!

Comprar um barco pode ser considerado difícil. Mas guardá-lo, pode ser mais.

Aqui no litoral de São Paulo a coisa varia muito. Em linhas gerais é possível guardar um veleiro, a partir de 23 pés, com quilha fixa e mastro na casa dos sete metros (o padrão dos oceânicos de entrada) apenas em Guarujá (na região do CING ou na do Canal de Bertioga), Ilhabela e Ubatuba. Não que não haja marinas em outros lugares, como Barra do Una ou Caraguatatuba. Mas é que nessa configuração canais assoreados e pontes no meio do caminho são entraves que impedem que se dê um uso à embarcação, o que pode ser frustrante.

A baía de Santos (Guarujá, pois em Santos não existe uma única marina) é que tem melhor estrutura de serviços, seja para quem é adepto do faça você mesmo, seja para quem gosta de mandar fazer. Há, porém, dois detalhes: o custo e a falta de locais para passeios. Não existe, por exemplo, uma praia abrigada de SW para uma ancoragem livre de preocupações. Não existe dormir fora com tranquilidade. Em geral por aqui o que se faz é apenas velejar, de lá para cá. Por isso as regatas têm força, já que praticamente todo dia venta. Mas as mulheres e crianças podem não gostar muito. As marinas do CING cobram em média R$ 50,00 por pé/mês, apenas para guardaria e não é todo barco que elas aceitam. A predileção pelos grandões fica evidente. A Boreal, no CING, foi a melhor marina que eu já fiquei na vida.

No canal de bertioga, ainda em Guarujá, os preços podem ser melhores do que em Santos. Há opções econômicas,  como o Chinen, passando pelas médias como a Tropical, Tchabum e Porto do Sol, indo até as de primeira linha, como as Marinas Nacionais. Os serviços ainda não são tão ruins pois se está perto de Santos. Já a navegação é feita em condições mais especiais. Em geral é o canal ou o mar aberto. Não há meio termo e usa-se muito o motor (para mim isso é um defeito). O aluguel de uma poita no Chinen, para um 23, está na casa dos R$ 600,00 por mês.

Em Ilhabela a coisa deve ser boa apenas para quem é sócio do Pindá ou do Iate Clube. Minha experiência com poitas e seus gestores não é das melhores. Em compensação venta bastante. Aluga-se uma poita, sem serviços, por R$ 400,00 mês.

Em Ubatuba os veleiros adotam o Saco da Ribeira como casa. É possivel, lá, ficar em um clube, como o Iate Clube de Ubatuba, em uma marina, como a Kauai, ou em uma poita prórpia ou alugada.  Na minha opinião é ainda o melhor lugar para se aproiveitar um veleiro no estado de São Paulo. Mas nem tudo são flores. Eu sempre digo que por lá reina um clima de faoreste e manter bons vínculos sociais faz bem para o barco. Ser sócio da AUMAR também.O custo final sai igual do de Bertioga. Mas, em compensação, o lugar é lindo. Um helicóptero, porém, faz falta. 

Trocando em miúdos a vida de quem tem um pequeno veleiro no nosso litoral é algo entre pagar caro, ficar perto da capital e navegar no lodo e no mangue (não que isso seja necessariamente um defeito, eu mesmo acho o canal de bertioga lindo) ou pagar menos caro, navegar no paraíso, mas antes passar pelo purgatório (ou inferno) da estrada.

Minha dica, depois de tantos anos, é: barcos não têm raízes. São quase semoventes! Em qualquer lugar que você ficar terá ônus e bônus, alegrias e descontentamentos (em especial com os prestadores de serviços). Não fique em um só lugar. Experimente mais de uma opção. Mude de tempos em tempos.  Priorize o que lhe é mais iportante naquele momento. Não crie limo. Ubatuba pode ser lindo, mas às vezes ter o barco perto é uma necessidade e ficar dez horas na estrada pode ser aterrador. Porém, outras vezes o barco está tinindo e quer ver água verde e cristalina e navegar com golfinhos na proa. Mude seu probelma de lugar de tempos em tempos. Essa é minha receita para a felicidade náutica.

E vamos no pano mesmo!



Comentários

  1. Pois é Juca...perde-se aqui e ganha-se lá....mas eu acrescentaria uma outra opção que é deixar o barco numa poita em outros lugares em Ubatuba como Barra Seca, Itaguá (o Gaipava está aqui) e ainda Praia do Pulso, mas há de se ter alguém prá cuidar do veleiro na sua ausência. Um local, um pescador, coisa fácil de arranjar por aqui...a poita vc mesmo faz e depois fica livre de clubes, marinas ou associações...e despesas...
    Fica a dica!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É... existem memso esses lugares menos conhecidos, ams que podem resolver perfeitamente esse mesmo problema!

      Eliminar
  2. Grande Comandante,
    Obrigado pelo texto, para mim que estou a 3 meses com um Atoll 23 você deu a receita que eu levaria muitos meses para pesquisar.
    Bons ventos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo a vida de quem tem um barco, Comandante Celso!!!

      Eliminar
  3. Caro Juca, estamos na Marina Porto Galo há 02 anos e nada a reclamar, as regras são claras e tudo funciona, não é muito barato, são 1500 reais, porém a vaga é em um flutuante, com água e luz, muito importante para quem fica sempre a bordo com nós. Nós que aligamos o veleiro para charter é um diferencial para os clientes. Eu recomendo. Já fiquei na Marina KAUAI em Ubatuba, também recomendo BONS VENTOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é. Eu me centrei no litoral de São Paulo pois é o local que conheço. Quanto ao valor, há caros que naõ sao tão caros assim. Depende se entregam memso o serviço que prometem. Na Boreal eu pagava caro, mas era impecável.

      Eliminar
  4. Juca, como Paraty, não existe, apesar dos 310 Km de estrada ! Mas, é o Paraíso dos navegantes !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade!!! Um dia eu ainda volto para lá. Mas é que escola de vela, por aquelas bandas, deve ser complicado, dada a falta de combustível para as velas!!! - se bem que anda melhorando. Valeu a visita, Edu!

      Eliminar
  5. Alguém sabe se tem aluguel de veleiros em Bertioga ou Guarujá?

    ResponderEliminar
  6. nasrob2003@yahoo.com.br.
    Bom dia. Tenho um veleiro 16 pés "Marreco
    " está na minha casa em São Sebastião SP. estou pensando em alugar, alguém pode me ajudar ? Por quanto posso pedir de aluguel? Obrigado desde já.

    ResponderEliminar
  7. nasrob2003@yahoo.com.br.
    Bom dia. Tenho um veleiro 16 pés "Marreco
    " está na minha casa em São Sebastião SP. estou pensando em alugar, alguém pode me ajudar ? Por quanto posso pedir de aluguel? Obrigado desde já.

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, Juca. Desculpe a ignorância no assunto, Mas e quanto ao litoral Sul de SP (Itanhaém, Peruibe, Cananéia...)? Nenhuma opção para guardar Veleiro?
    Obrigada. Priscilla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também queria saber Priscila, já achou algum lugar rs . Juca tem dicas novas? Abraços

      Eliminar
    2. Olá! No litoral sul o único lugar viável é Cananéia. Mas sem muita infra para veleiros.

      Eliminar
  9. Boa tarde Juca, estou comprando um veleiro de 23 pés e pretendo deixá-lo no saco da ribeira. Mas fiquei um pouco preocupado com a seu comentário de que lá reina um clima de faroeste, pois pretendo pagar apenas o marinheiro e não a Aumar. Você acha que pode mexer no meu barco apenas por não pagar a Aumar? Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é bem como pareceu. Pode guardar seu barco lá tranquilo. Mas tenha um marinheiro.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife