Há dias em que...

Boas!

Há dias em que tudo dá errado. Mas há aqueles dias em que até mesmo aquilo que daria errado de qualquer jeito, dá certo. São os dias perfeitos. São poucos e raros e quando se está diante deles, é preciso saber dar-lhes do devido valor. Velejar escancara essa realidade diante de nossos olhos várias vezes. 

O último sábado foi um desses dias perfeitos. Sol ameno, mar baixo, ventos de SE. aos oito nós (ideal para quem está começando) e  constantes (depois que o vento entrou, claro). Fizemos a instrução básica de vela. Dezessete milhas, em seis horas, com motor só no canal. Na tripulação Sergio, Julio, Moacir, Pablo e Luiz. Fomos até o Indaiá, depois seguimos até a Ponta do Iporanga e voltamos para o Chinen. Muita orça, algum través e um bocadinho de popa.

O rancho estava uma droga... Mas em compensação o que faltava na cozinha, sobrava em equipamentos na mochila do Julio: Spot, VHF portátil, coletes, pirotécnicos, GPS e tanta coisa que eu cheguei até a ficar com receio de a gente precisar mesmo de tudo aquilo!!!

E vamos no pano mesmo!!!





















Fotos: Sergio Asche e Julio França

Comentários

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife

De Santos à Vitória