Acabou...

Pois é!

A obra começou em 01/04/2011 (e não, não foi mentira!) e terminou hoje, 02/07/2011. O Cusco Baldoso (monocasco) está pronto e segunda ou terça-feitra próxima volta para a poita. A montagem trancorreu sem problemas... vamos ver agora como o barco irá se comportar velejando. Por agora, a pose do Pirulão, o marinheiro, nas fotos é que é o destaque!


O objetivo primário e principal foi atingido: o cockpit está livre e desimpedido, pronto para receber um bimini que realmente faça sombra. A mestra poderia ter a testa um pouco mais alta, mas a retranca deve subir, então a falta lá em cima não será tanta falta assim. Em área esta vela, apesar de não parecer, é maior do que a antiga. Coisas da matemática.


O estai de vante é em aço e os brandais e os de força são em spectra (dyneema SK 75, 6 mm, com carga de ruptura teórica de 2.300 kgs). Nas extremidades foram feitas alças costuradas, protegidas com fita de auto fusão 3M).



E já existe um barco aqui embaixo, na minha garagem. O espanto dos vizinhos e transeuntes é hilário, tanto quanto o novo apelido: Noé!

Bons ventos!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Onde guardar um veleiro.

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife