domingo, 20 de fevereiro de 2011

Bebê a bordo!

Boas!

Pois é, pois é... hoje testemunhei a primeira vez da minha filha mais nova...
Primeira vez a bordo, porque a "outra" ainda vai demorar muito (mas muito mesmo, se Deus quiser!).




















Apesar do medo, deu tudo certo!

A maior dica é: embarque e desembarque no bebê conforto. A "pegada" fica mais fácil e o problema do bebê estar escorregadio por conta do bloqueador solar infantil fator 80 (ou 100, se o encontrar a venda) é contornado. Mas prenda o bebê no cinto! Já no colo, se você se desequilibrar não terá mão alguma para recurperar a manobra. Confesso que essa parte - o embarque e o desembarque - é o meu maior pesadelo...

Além disso, é preciso muita sombra (o Cusco ficou parecendo uma canoa de tolda), horários de sol baixo e olho vivo na temperatura da cabine - muito importante!).

Navegamos no canal, a motor, por uma hora e ao final a dona Alice estava que era só sorrisos. Acho que vai dar para velejar, mas o melhor é ir com muita calma nessa hora!
















Na volta, já na poita, as meninas nadaram um montão. Depois testaram e aprovaram a nova prainha - o Cusco passou a ter 21 pés. Seria um Rio 21?! Pena que a alteração não trouxe mais linha d´água... mas a facilidade para embarcar e desembarcar é absurdamente boa.















No final do dia fomos ao CIR visitar o Dimas, conhecer o trimarã Anubis X-IN e nos inteirarmos sobre o prejeto anubis, já que o Anderson não veio para Boracéia (furão!).

Bons ventos!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Teje preso!













(c) A Tribuna

Boas!

Desde o dia 04 de fevereiro uma cena inusitada tem sido presenciada por quem passa pela Ponta da Praia, em Santos, com destino ao ferry-boat. Pelo menos duas viaturas da Polícia Militar e uma da Guarda Municipal fazem a guarnição de um obstáculo recém construído para impedir o acesso direto dos pescadores artesanais do mar para a Rua do Peixe (na verdade, Rua Dona Áurea Conde).

Tanto a Prefeitura quanto os pescadores têm motivos para defender sua posição. A primeira alega que o pescado deve ser retirado das embarcações no Terminal de Pesca de Santos - TPPS, que fica a aproximadamente cento e cinquenta metros. Lá existe fiscalização sanitária tanto do pescado, quanto das embarcações e isso ninguém nega ser bom para a saúde pública.

Mas os pescadores reclamam - também com razão - que as instalações do Terminal de Pesca não permitem acesso às embarcações de costado baixo, como são as uitilizadas na pesca artesanal. Construído em 1952 e voltado para a pesca indústrial, a atracação desses barcos naquele cais é, mesmo, inviável. Além, a tal fiscalização sanitária tem um custo, arcado inicialmente pelos pescadores (e, depois, repassado ao consumidor). Em viagens que às vezes mal pagam o diesel, aumento de custos de produção para esses trabalhadores é algo assustador.

Houve bastante confusão. No primeiro dia os pescadores demoliram a nova mureta, reabrindo o acesso - daí a presença da força policial. A solução do impasse está na construção de um flutuante no TPPS, o que também não agrada todo mundo. Enquanto o tal flutuante não vem, o pescado vai passando por cima da mureta mesmo.

O episódio serve para fazer pensar. De fato, no Brasil, a infraestrutura para a utilização dos recursos e potenciais marítimos é pífia, quando não inexistente. E aquelas viaturas impedindo o acesso ao mar são um triste arquétipo dessa situação.

E vamos que vamos...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Fazendo as pazes com o Cusco...

Boas!

A melhor velejada é aquela em que não se tira nenhuma grande lição, apenas se veleja. A costa vai ficando pequena, os ruídos da cidade somem, o motor está desligado e, no ar, fica apenas o prazer de estar ali ... (Pri, obrigado pelo presente, no seu aniversário. Amar é... e eu amo você!)
















13/02/2011 - 10 milhas mar adentro, vento S, entre 5 e 10 nós. Rumo E (través).
Total 20 mihas navegadas - média 3,1 nós - máxima 4,9 nós - aprox. 07h00 de navegação.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Blog do Coronado!

Boas!

O veleiro Coronado, do casal Ulisses e Marcela, especializado em charters na baía da Ilha Grande lançou um blog: aventurasdocoronado.blogspot.com. Vale a visita e o charter!

Em dezembro de 2009 passamos quatro dias com eles e foi sensacional. Os dois são gente "do mar" e recebem muito bem (além do preço da diária ser bem "em conta").

O post sobre o charter é o vice-campeão de acessos aqui no blog do Cusco!

Bons ventos!














Uma das vistas das "janelas" do Coronado...

Velejando no Nordeste...

Boas! Por conta do lançamento do livro A Travessia Azul, fiz palestras em algumas cidades para contar para as pessoas mais sobre o que ...