Do Rio de Janeiro a Santos...

Boas!

Como planejado, saímos às 04h00 do sábado (02/04/16) da piscina do Iate Clube do Rio de Janeiro.  Ainda estava bastante escuro. Seguimos a dois nós, prestando bastante atenção nos veleiros apoitados e nas bóias de poitas vazias. Na altura da laje que fica aos pés do Pão de Açúcar guinamos à boreste e ganhamos o canal que leva da Guanabara ao mar aberto.  A cidade do Rio de Janeiro dormia e exibia apenas os contornos de seus morros. O Cristo Redentor, iluminado, parecia flutuar. Na tripulação eu, o dono do barco e o Marcelo.

Aumentamos o giro do motor e subimos a vela mestra. Nossa derrota era bastante simples: passar as Cagarras por bombordo (ou seja, passar por dentro do arquipélago, do lado da praia) e, de lá, colocar a proa na Ponta do Boi, do lado de fora da Ilhabela (evitado por quase todos  que passam por ali); da Ponta do Boi o waypoint seguinte era a Ilha da Moela, já na porta de casa, aqui em Guarujá. Duzentas milhas náuticas, redondas.  

Para evitar problemas combinamos algumas coisas ainda no restaurante do ICRJ: eu seria o capitão; ordens não seriam questionadas, mas apenas cumpridas (explicações didáticas viriam apenas depois de feita a faina) e haveria turnos de duas horas para cada um vigiar o leme e a navegação, sem concessões. 

Nosso combinado foi seguido à risca e o resultado foi uma viagem tranquila, sob um céu de brigadeiro, azul que chegava a doer de dia; estrelado ao infinito à noite e um mar de Almirante. Fizemos a navegação em carta de papel, com marcações visuais e auxílio do GPS. Se eu pudesse acrescentar alguma coisa seria apenas vento! Mas ai seria perfeito e, a perfeição utópica, não existe...

Seguem as principais anotações do diário de bordo:

02/04/2016
04h00 - Saída Iate Clube Rio de Janeiro. Maré vazando. Sem vento.
05h45 - Ilhas Cagarras. Colocamos no rumo da Ponta do Boi.
07h27. Través Ilhas Tijucas. 
08h00 - Café da manhã.
09h02 - Abrimos a genoa.
09h45 - Vento N. Velejamos bem até 10h20. Vento sumiu novamente.
10h30 - Través da Ilha Rasa de Guaratiba.
13h00 - Almoço - lasanha. Ainda com sinal celular. 
13h25 - Través da Laje da Marambaia. Fim do sinal celular.
13h30 - Vento de SW. Aterramos para aproveitá-lo, mas isso mudou nosso rumo e nos forçará a fazer IB pelo canal. Compensa?
14h00 - Vento acabou. Enrolamos a genoa. Reaproamos para a Ponta do Boi.
15h00 - Través da Ilha da Marambaia. Abrimos a genoa.
16h39 - Golfinhos na proa!!! Través da Ilha de Jorge Grego, na Ilha Grande.
17h10. Fizemos contato com o navio Mercosul Santos por rádio VHF. Ele nos vê no radar. Passou previsão do tempo. 
18h00 - Acendemos luzes de navegação.
18h44 - Través da Ponta da Joatinga. Ao longe vemos apenas luzes que acreditamos ser de Angra ou Paraty. Impossível definir a linha da costa.
23h25 - Través da Cabeça do Índio. Estamos em São Paulo novamente!

03/04/2016
02h20 - Través da Ilha Vitória. Golfinhos aos montes ao lado do barco.
04h00 - Través da Ilha de Búzios. Lua no céu.
05h20. Entrou um vento de 30 nós na Ponta do Boi. O barco atravessou. Aproamos e baixamos a vela mestra, seguindo apenas de buja com vento pela alheta. Tripulação nota dez! 
07h45 - Terminamos Ilhabela. Sinal de celular retornou. Levantamos a mestra novamente.
09h45 - Través de Alcatrazes. Alarme de colisão com navio no AIS. Desviamos para BB. Passou a uma milha, sentido oposto.
11h45 - Través de Boraceia.
15h41 - Través da Ilha da Moela.
17h03 - Marina em Guarujá. Fim da travessia.

E Vamos no pano mesmo!!!

Galeria:



















Comentários

  1. +- 37 horas o que dá mais de 5 kt de média!!
    Excelente !! E quase sem vento.....
    Parabéns!! Cmte. Juca e Tripulação!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Vovô!A media foi boa, mas é pq havia muito motor nessa história. No vento o barcão é rápido, mas no motor às vezes fivaca a baixo de 5 nós. E ventoi foi uma coisa que vimos pouco nessa travessia. Bons ventos Ricardo!!!!

      Eliminar
  2. Parabéns pela travessia!!!!

    Qual era o barco, Juca?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Lauro! Pena não termos nos visto ai no RJ dessa vez! Bons ventos!!!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Onde guardar um veleiro.

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife