Impressões do curso de vela oceânica, por Bruna Tau

Boas!

A visão que esse blog traz de nossos cursos de vela é sempre a minha e há tempos eu queria inverer isso, trazendo as impressões de algum aluno ou aluna. Pois na última turma de nosso curso básico de vela oceânica, em Ubatuba, a bordo do Soneca e sob a batuta do Tio Spinelli isso finalmente aconteceu. A serelepe Bruna Tau, (ex)lancheira e atual velejadora que está prestes a ser salva e se tornar proprietária e moradora de um veleiro, resolveu nos presentear com um belo relato sobre seus três dias no Saco da Ribeira a bordo do Soneca. 

Por isso, hoje, vamos de Bruna Tau mesmo!

"Minha paixão foi sempre o mar. Vivi a bordo de diversas embarcações, meu pai teve algumas, o negócio dele era pesca esportiva. Há dois anos e meio minha mãe e meu pai faleceram. Foi ai que o mar voltou à tona. Corri para comprar minha primeira embarcação. Foi a motor. Legal, mas vi que o veleiro sim traria o que eu queria e seria o melhor jeito de me sentir mais perto dos meus pais; desde então comecei a pesquisar. Achei o Juca na rede e conheci o Tio, pessoa encantadora. Uma semana depois fui fazer o curso básico com ele.


Chegando no veleiro Soneca, onde eu faria o curso, o Tio me recebeu com um sorriso e me perguntou se eu estava bem. Eu disse que não poderia estar melhor! Mal sabia ele que eu estava a realizar um sonho, que ali era onde eu mais me sentia confortável.

Começamos o curso um pouco antes do planejado, já que eu e mais um colega estávamos ansiosos. O Tio nos passou uma parte da teoria e nos explicou muitos nós de marinheiro. rapidinho consegui aprender, estava apreensiva em talvez não absorver todo o conteúdo.



No dia seguinte cedinho chegaram mais dois alunos, um casal. èramos quatro alunos bem diferentes. O dia passou voando. Foi di´ficil, era muita coisa nova. Mas o Tio com toda a paciência e tato nos explicava tudinho, porém eu ainda me perguntava de de fato conseguiria aprender tudo. Foi a mesma senação de quando fui a autoescola, não conseguia coordenar tudo, não conseguia olhar todos os espelhos. Assim me senti no Soneca naquele primeiro dia.



Já no segundo dia o Tio, com toda aquela experiência e feeling botou todo mundo para navegar sozinho! Incrível! Eu nem acredito que cheguei navegando no escuro, sozinha, só sentindo o vento na pele. Pensei "que bruxaria é essa?" Hahaha, bruxaria nenhuma, o Tio é um cara muito competente, experiente, acho que isso é inato, ele nasceu com esse feeling todo, bota qualquer um para velejar em dois tempos. 


Já no terceiro dia foi só alegria. Praticamos mais algumas manobras e velejamos com bastante tranquilidade. Eu não pdoeria estar mais feliz. Estou ansiosapelo curso intermediário e com saudades daqueles dias, do pessoal, de ser embalada ao dormir pelo Soneca e da comida da Tia!"

Obrigado, Bruna, por seu relato. Tenho certeza de que em breve minha família encontrará a sua, em alguma praia por ai, e nossas filhas brincarão até cair no sono.  

Fotografias: Bruna Tau.

Comentários

  1. hahahahaha....muito bom relato... :) estamos com saudades capitão..abraços

    ResponderEliminar
  2. Juca, com certeza nos encontraremos e Helena ganhará uma nova amiga. Obrigada por tudo!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife

De Santos à Vitória