Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Refeno 2014

Boas!

Estou desde ontem em Recife, no Cabanga. O Caulimaran teve problemas e não conseguiu subir para cá. Ficou em Salvador e por lá o sonho da Refeno 2014 - mas haverá 2015, 2016, 2017...  Às pressas consegui vaga no Vento Real, um MC 31 que era meu vizinho na Boreal. Depois de quatro anos de frustração dessa vez deu certo, ainda que na marra!

O barco está pronto e nós também. A previsão é de ventos de SE, de 20 nós e mar entre 2,5 e 3 metros. Se isso se confirmar iremos de través. Nosso tempo estimado para a prova é de 60 horas. Os barcos que não têm Epirb, nosso caso, só poderão deixar Noronha no sabado. Mas eu volto de avião, na quinta.

Ainda não processei direito o que é estar aqui. Mas todos que amam a vela e o mar devem fazer isso pelo menos uma vez na vida!

E vamos no pano mesmo!!!

Postado via celular

E agora?

Imagem
Boas!

Antes de fazer uma travessia eu começo a acompanhar a previsão do tempo com pelo menos sete dias de antecedência. Minha fonte primária de consulta é sempre o boletim meteoromarinha, emitido em duas rodadas diárias pela Marinha do Brasil. No começo a linguagem dele é estranha, mas depois passa a soar natural, em especial as cartas sinóticas.
Uma outra referência é o windguru, sendo que acompanho não só a localidade onde irei navegar, mas como andam as coisas desde Floripa. Aliás, você realmente sabe usar o windguru? Se sim, deve saber que os horário ele traz deve ser corrigido em três horas, por conta do fuso. Ou seja, 12h00  UTC é, por essas bandas, 09h00.... 
Pois bem. Nessa programei com o Marcelo, do Veleiro Aphrodite - um Delta 32 com tudo o que o dinheiro pode comprar e que chega nos seis nós como se estivesse brincando no parque - levar alguns alunos para a Laje de Santos, no sábado, 13/09. Na tripulação vieram além do Marcelo e seu filho Enzo, o Eduardo, o Luciano, o Gust…

Mais três almas salvas...

Imagem
Boas!

Dizem que cada pessoa que você leva para o mar equivale a um degrau a mais para o céu. Pois eu prefiro pensar que são almas que salvamos de uma vida no sofá, assistindo televisão, vendo a vida passar. Velejar faz de nós protagonistas da própria vida!
Foi nesse clima que ontem fiz mais uma instrução no Grandpa. A bordo os marujos Marcio, Hector e Carlos Eduardo, turma 09/2010 - a penúltima do ano! Apesar de ser o básico 01 a turma já tinha alguns conhecimentos de vela, o que facilitou bastante o trabalho. O mar finalmente estava baixo e os ventos de sul vinham entre cinco e dez nós até às 14h00, quando então rondaram para leste na casa dos seis nós. 
Estou mais familiarizado com o Fast 230 e para ser bem sincero, cada vez mais empolgado com sua performance. O barco é muito mais veloz que qualquer 23 que eu já tenha tripulado (muito mais!) e está muito preparado para andar bem, tendo todas as diversas regulagens muito bem posicionadas no cockpit
Seguindo o planejamento de aula f…

O teste da cana de leme

Imagem
Boas!

No útlimo final de semana fui com as meninas para a Ribeira, dessa vez pelo "caminho novo". Sempre sofremos muito com a Rio Santos, sua pista simples e vários trechos de encostas. O visual é lindo, mas para percorrer 200 km levamos quatro horas. Um absurdo. Com a inauguração do trecho leste do Rodoanel resolvemos experimentar ir pela Imigrantes e de lá pegar a Carvalho Pinto e descer por Taubaté ou Caraguá. Deu certo e não queremos outra vida: rodamos 100 km a mais, mas fazemos no mesmo tempo e gastamos bem menos combustível, o que acaba compensando os pedágios. 

No sábado o tempo estava excelente para velejar: muito vento (e frio). Mas com as meninas não seria uma boa ideia. Aproveitei para colocar a casa em ordem obedecendo "a regra dos seis meses": se não usei nos últimos seis meses e não é um item obrigatório ou essencial, o destino é o lixo! Com isso esvaziei dois armários com coisas que nem sabia que tinha. Almoçamos no Porto do Cais, restaurante da Rib…